1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM debate plano de desenvolvimento dos cursos lecionados no pós-laboral

pos-lab-viceCom vista a melhoria dos cursos lecionados no período pós-laboral na UEM, quadros desta instituição estiveram reunidos ontem (14/03) em seminário de socialização do Plano de Desenvolvimento dos cursos, recentemente elaborado.
Essencialmente, o evento visava colher subsídios que permitam harmonizar todos os aspectos relativos ao Plano de Desenvolvimento assim como discutir o plano de acção para a sua implementação.
O seminário esteve enquadrado no seguimento das recomendações do Conselho Universitário, de Dezembro de 2016, para a necessidade de uma maior socialização do Plano de Desenvolvimento elaborado como resultado da avaliação dos cursos lecionados no pós-laboral, na UEM, que se realizou entre 2013 e 2014 por uma comissão nomeada em despacho reitoral.
Outrossim, o seminário visava a partilha, com a comunidade universitária, dos resultados da avaliação dos cursos do pós-laboral e do Plano de Desenvolvimento dos mesmos, recolher sugestões sobre a implementação das estratégias propostas em relação a oferta de cursos no pós-laboral, sua governação e gestão financeira.
Os cursos em regime pós-laboral na UEM foram introduzidos no ano 2000 fruto de uma visão com vista aumentar o acesso ao ensino superior, optimizar a utilização dos recursos humanos e materiais bem como gerar receita adicional à UEM.
Na abertura do encontro, a Vice-reitora da UEM, Profa Doutora Amália Uamusse, frisou que com o crescimento da universidade e com o aumento dos cursos lecionados no regime pós-laboral, novos desafios foram surgindo ligados a sua governação, gestão e dos processos de ensino e aprendizagem.
"Esses constrangimentos foram aparecendo tanto a nível central como ao nível das faculdades e escolas que oferecem cursos nesse regime, o que levou a procura de soluções ad hoc a medida que situações específicas fossem surgindo", disse.
Dentre os vários constrangimentos, a Vice-reitora destacou a falta de práticas pedagógicas específicas aos cursos do pós-laboral, as baixas notas de ingresso dos estudantes e consequentes altos níveis de reprovação, a falta de pagamento das mensalidades pelos estudantes e a consequente insustentabilidade de alguns cursos.
Actualmente, 7 faculdades e 3 escolas leccionam cursos em regime pós-laboral, que conta com cerca de 10 mil estudantes
Participaram no seminário directores de faculdades e escolas, directores-adjuntos para graduação, professores associados, professores auxiliares, catedráticos, administradores, pessoal do Corpo Técnico Administrativo e outros.

pos-lab-plate

hızlı ve öfkeli 8