1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Agentes culturais buscam formas de estruturar o mercado para os seus produtos

judeNuma iniciativa designada AZGO DIALOGAR, e que antecede a 7ª edição do Festival Azgo a ter lugar no próximo dia 20, os agentes culturais nacionais e internacionais, gestores e produtores de eventos, académicos e demais interessados se juntaram hoje, 18 de Maio, na Universidade Eduardo Mondlane (UEM) para reflectir sobre as indústrias criativas e encontrar formas para estruturar o mercado para os produtos culturais.
O AZGO DIALOGAR pretende ser, também, um fórum para o desenvolvimento artístico e cultural, o intercâmbio de música entre artistas locais e internacionais, a promoção do património cultural moçambicano e da vida artística e as oportunidades de profissionalização da indústria da música em Moçambique. 
No primeiro momento do workshop, as atenções estiveram voltadas à discussão do tema “A Mulher na Música e nas Artes” e que contou com a filha do patrono da UEM, a Artista e Antropóloga Chude Mondlane e da Tinoca Zimba, integrante da banda moçambicana Timbila Muzimba, tendo sido unânimes em afirmar que a mulher fazedora da música não é dada o seu devido valor, se calhar por questões meramente culturais.
Para Chude Mondlane, as mulheres passam o seu conhecimento através de música a milhões de anos, sendo que “ela canta e movimenta com a promessa de nascer do seu ventre a profunda expressão da sua cultura, trabalhando incansavelmente motivada e inspirada pelo seu trabalho”, afirmou a painelista ajuntando que a mulher deve ser compensada profissionalmente e economicamente e merece um lugar na mesa das decisões que a afecta na qualidade de fazedora de música, como artista e sobretudo como agente cultural.
azgo-plateiaComo forma de reverter a situação de submissão na qual ainda vivem muitas mulheres, Chude Mondlane iniciou um movimento que pretende elevar e pôr a mulher no centro do foco, não só na vertente cultural, mas também noutras dimensões existenciais do ser mulher.
Avançando, o workshop debateu sobre a Gestão de Eventos e Locais para Fortalecimento da Industria Cultural finalizando com a discussão da Importância da Arte na Educação, painel que convergiu artistas, académicos e pesquisadores com interesses nas dinâmicas e manifestações culturais dos povos.
Refira-se que o AZGO DIALOGAR está no seu terceiro ano e este é o segundo ano que a UEM alberga o evento, fruto da parceria entre a organização do Festival e esta instituição do ensino superior, que por sinal tem na Escola de Comunicação e Artes um dos símbolos de expressão do seu compromisso com a cultura.

azgo-conversa

 kiralık bahis sitesi Instagram takipci satin al bedava porno rokettube 
yerli filmler