1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Faculdades e Escolas

ALOJAMENTO

Relativamente ao alojamento para estudantes, a UEM possue Residências Universitárias para acomoda-los. Em Maputo, a Direcção dos Serviços Sociais (DSS) gere 8 (oito) residências universitárias e serviços de lavandaria. Nas Escolas fora da Cidade de Maputo, nomeadamente, a ESHTI (Inhambane), ESNEC (Gaza), ESUDER (GAZA) e ESCMC (Zambézia), existem também alojamentos para acomodar estudantes.
Os serviços de alojamento são primariamente destinados à estudantes beneficiários de bolsa completa ou ainda bolsa-alojamento. Excepcionalmente, a DSS coloca à disposição determinado número de alojamentos para o regime de arrendamento de cama, devendo os interessados apresentar uma proposta no início de cada ano.

Residências Universitárias:

  • Residência 1 (Self): Av. Amílcar Cabral, 1254
  • Residência 2, Av. Mao Tse Tung, 1038
  • Residência 4: Av. Amílcar Cabral, 928
  • Residência 5: Av. Mao Tse Tung, 889
  • Residência 6: Campus Universitário (prolongamento da Rua da França)
  • Residência 7: Campus Universitário (prolongamento da Rua da França)
  • Residência 8: Av. Karl Marx, 939
  • Residência 9: Campus Universitário (prolongamento da Rua da França)

Alojamento e alimentação

Relativamente ao alojamento e alimentação para estudantes estrangeiros, a oferta destes serviços é feita pela Direcção dos Serviços Sociais.

Vistos e Questões Legais

A entrada e permanência em Moçambique carece, na maior parte dos casos, de visto de entrada, que deverá ser concedido pelas respectivas autoridades (Embaixada de Moçambique ou Serviços de Migração).

Pelo que, é aconselhável que consulte os serviços diplomáticos de Moçambique no País de origem, antes de iniciar o processo, a fim de inteirar-se dos procedimentos. Entretanto, para mais detalhes, consulte o Gabinete de Cooperação.

Como ingressar na UEM

O ingresso à UEM, para frequência de um curso, é feito por via do exame de admissão, que ocorre anualmente, podendo ser feito também por via de transferência inter-universitária. conforme previsto pelos respectivos protocolos.

Entretanto, para a frequência de módulos ou disciplinas, no âmbito de programas de intercâmbio académico, previamente estabelecidos, o processo de ingresso deverá iniciar junto à instituição de proveniência que deverá remeter o pedido formal à UEM, concretamente, ao Gabinete de Cooperação, observando o calendário académico.

 php shell indir