1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM vai ter manual para auto-avaliar os seus Centros de Investigação e Extensão

manual-avaliacao

Para o efeito, a Universidade Eduardo Mondlane, por intermédio do seu Gabinete para a Qualidade Académica (GQA), juntou hoje (12/07/18), em Maputo, num workshop, quadros a vários níveis de diferentes unidades orgânicas, com finalidade de apresentar e discutir a proposta de manual, padrões e indicadores a serem usados para avaliar a qualidade e desempenho da actividade de investigação e extensão que é desenvolvida dentro dos Centros de Investigação e Extensão desta instituição do ensino superior.
O encontro visou igualmente divulgar o sistema de garantia de qualidade nacional e da UEM, seus objectivos, princípios e mecanismos; informar e formar os participantes sobre a auto-avaliação como mecanismo central para a garantia de qualidade; iniciar a discussão com a comunidade universitária e colher subsídios em relação aos padrões e indicadores que serão usados para a autoavaliação dos centros, bem como colher subsídios para melhorar o manual.
O director do GQA, Prof. Doutor Nelson Zavale, explicou que o processo é apenas a primeira e a mais importante etapa de garantia de qualidade nos Centros pois será a partir do relatório de auto-avaliação que aquelas instâncias saberão o nível de desempenho em termos das actividades que desenvolvem e qual é o nível de qualidade do que fazem.
“Este instrumento trará evidências dessas conclusões e permitirá efectuar uma avaliação sistemática e com embasamento metodológico”, elucidou Zavale, para depois acrescentar que as conclusões obtidas na auto-avaliação permitirão o esboço de um plano para melhorar o nível de qualidade até atingir a excelência na investigação e extensão que se pretende.

Türkçe porno martin luther king jr kimdir