1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM, UP, ISCISA e MIHER assinam acordo para formação massiva de técnicos para a área da saúde

maher-00A UEM, a UP, o Instituto Superior de Ciências de Saúde (ISCISA) e a Mozambique Institute For Helth Education and Research (MIHER) assinaram ontem (10/12), em Maputo, um memorando de entendimento que prevê a formação massiva e com qualidade de profissionais para o sector da saúde.
O memorando estabelece os termos e condições para o desenvolvimento de actividades de colaboração institucional e intercâmbio de conhecimentos técnicos e profissionais no âmbito do projecto HEPI que visam, além da formação de profissionais na área da saúde, garantir a investigação e a continuidade das acções do MEPI.
O HEPI (Helth Profissional Partnership Initiative) é uma plataforma de apoio ao país para alcançar a longo prazo o objectivo de prestar cuidados de saúde eficazes, abrangentes e acessíveis a todos os cidadãos.
Após o acto de assinatura, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, disse ser entendimento da sua instituição que para se formar mais profissionais de saúde, com qualidade e valências para desenvolverem a investigação científica na área, é preciso expandir e melhorar os modelos inovadores de educação, avaliar e disseminar as melhores práticas educacionais, introduzir e testar abordagens inovadoras de formação.
"Nessa perspectiva, desafiamos os investigadores e gestores do programa, a serem mais proactivos, embora nos conforte a experiência ganha na implementação do MEPI e a familiarização com as regras e procedimentos do financiador", disse.
Para o Reitor da UP, Prof. Doutor Jorge Ferrão, tratando-se de instituições públicas têm uma obrigação acrescida no que concerne a formação por terem um carácter estrutural e as outras complementam. " Temos que passar para uma fase em que todo o desenvolvimento que acontece no mundo científico seja através da robótica ou inteligência artificial façam parte dos nossos programas de formação", disse.
O Director Geral do ISCISA, Dr. Alexandre Manguele, referiu que a parceria com estas instituições vai ajudar a fortalecer as valências da sua instituição que prevê, para breve, a abertura de mais cursos de mestrado.
Entretanto, o Presidente do MIHER, Dr. Alcido Nguenha, explicou que a questão do HIV/SIDA e outras doenças endêmicas que afectam o desenvolvimento das comunidades mereceram um interesse especial dos investigadores que tal levou ao desenho do projecto de formação massiva de profissionais de saúde para desenvolverem a pesquisa científica. Garantiu que o projecto foi desenhado com base na evidência sobre os rácios dos diversos profissionais de saúde por habitante que as estatísticas do sector da saúde apresentam.
O MIHER é um centro de apoio à educação e pesquisa em saúde, criado em 2011, visando a melhoria de profissionais de saúde, desenvolvimento da investigação biomédica e apoio a programas de saúde.

maher-01

 php shell indir