Provedoras do Ensino a Distância debatem o desenvolvimento do sector

  • Imprimir

seminario-ead-190

Instituições reguladoras e provedoras do ensino a distância estão reunidos hoje e amanhã (02 e 03/07), em Maputo, no II Seminário do sector para analisar os desenvolvimentos, partilhar informações sobre boas práticas e procedimentos do ensino à distância (EaD), no país.
O objectivo é partilhar experiências no que respeita ao sistema de apoio ao estudante, gestão da qualidade do EaD, partilha de recursos e resultados de pesquisas realizadas na área, entre outros.
O evento que decorre sob lema "Por um ensino à distância alicerçado na investigação" é organizado pelo Centro de Ensino à Distância da UEM.
Na abertura do encontro, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, frisou que a Universidade sempre pautou pela qualidade e excelência, pelo que, o ensino à distância não pode fugir a esta regra, havendo deste modo necessidade de garantir que o processo da sua expansão seja acompanhado de medidas tendentes a melhorar o nível de serviços oferecidos, através da definição de uma Estratégia Institucional de Ensino à Distância que permita uma melhor organização pedagógica, recursos físicos e tecnológicos adequados, materiais de estudo de relevância curricular, mecanismos eficientes de acompanhamento e apoio ao estudante, recursos humanos qualificados e formas de monitoria e avaliação apropriadas.
Atendendo o desiderato de transformação da UEM numa universidade de investigação, Quilambo apelou para reflexão desta dimensão em particular, explorando diferentes experiências relacionadas com as políticas de educação a distância, reformas, consultoria de gestão, capacitação de treinadores, administração pública, políticas públicas, planos estratégicos, desenvolvimento e gestão, monitoria e avaliação. "Consideramos que este exercício será fundamental para alimentar um debate que levará o EaD na UEM a trilhar por caminhos que sejam consentâneos com a nossa visão global", disse.
Na ocasião, a Directora do Centro do Ensino à Distância (CEND), Profª Doutora Nilza Cherinda, afirmou que como resultado das recomendações saídas do I Seminário, a UEM já conta com a sua própria plataforma de gestão de aprendizagem instalada, customizada e configurada. Tal permite poupar mais de 1 milhão de meticais que era pago a instituições privadas para prover o serviço. Por outro lado, este ano foram disponibilizadas um total de 460 vagas contra 140 oferecidas em 2014.
Segundo a Directora do CEND, a instituição conta com 11 centros de tutoria que funcionam nas escolas superiores da UEM fora de Maputo e em instituições parceiras, sendo que, são geridos por tutores presenciais docentes do ensino superior.
Entretanto, a fonte adianta que persistem desafios que imperam o desenvolvimento e expansão do EaD na UEM, nomeadamente o incremento de recursos humanos qualificados para a modalidade e o aumento do número de estudantes e tutores nas províncias de modo a fazer face aos rácios estabelecidos pela instituição reguladora.
Durante os dois dias estão previstas sessões paralelas e mesas redondas abordando os desafios para o desenvolvimento e gestão do EaD.

seminario-ead-19

izmir escort
izmir escort
kamagra php shell download php bypass shell bedava jigolo jigolo kirala jigolo sitesi olgun bayanlar jigolo sitesi jigolo olmak istiyorum jigolo ilanı