1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Brazão Mazula homenageado pelo seu contributo no fortalecimento da democracia

HMazula-04

O Instituto para a Democracia Multipartidária (IMD), em parceria com o Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos e a Universidade Eduardo Mondlane homenageou hoje (27/05), o Professor Catedrático Brazão Mazula, antigo Reitor da UEM, pela sua contribuição no fortalecimento da democracia multipartidária em Moçambique.
Brazão Mazula contribuiu a nível institucional e individual em momentos sensíveis para a construção da democracia moçambicana, através da produção de conhecimento escrevendo livros que versam sobre democracia, processos eleitorais, entre outros temas.
Na ocasião, a Vice-reitora Académica da UEM, Profª Doutora Amália Uamusse, afirmou que a homenagem constitui um reconhecimento explícito do talento, da fertilidade da sua reflexão, da sua imensa generosidade e da sua história de vida.
Disse que o Professor Mazula detém uma intelectualidade que atravessa vários espaços quer geográficos quer académicos, desde o campo da história e da filosofia passando pela educação. Propôs-se a pesquisar temáticas relacionadas com os fundamentos democráticos do país. "A sua missão como presidente da primeira Comissão Nacional de Eleições num momento particularmente relevante para a história do nosso país poderá ter-se constituído como um catalisador de uma vasta obra científica sobre a democracia e desenvolvimento", disse.
HMazula-01Por sua vez, o Director Executivo do IMD, Dr. Hermenegildo Mulhovo, sublinhou que os cerca de 30 anos da trajetória da democracia multipartidária, o país enfrentou batalhas, alcançou conquistas, mas também aprendeu que todas essas vicissitudes são fundamentais para a construção da identidade democrática. Todavia, reconheceu que por detrás de batalhas e vitórias foram gerados rostos, ecoaram vozes e produziu-se pensamentos e obras cujos autores são conhecidos.
De acordo com Mulhovo, reconhecendo que nenhuma democracia floresce sem adeptos e nem praticantes, o IMD e parceiros inicia um ciclo de homenagens a personalidades que contribuíram para a edificação da democracia moçambicana com o objectivo de inspirar a mais pessoas.
O Inspector do Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Dr. Jorge Ferreira,, referiu-se ao Professor Brazão Mazula como um patriota que aceitou o desafio de liderar o primeiro processo eleitoral da história do país ao presidir a 1ª Comissão Nacional de Eleições. "Era preciso criar instituições fortes e credíveis lideradas por personalidades que transmitiram segurança e fiabilidade ao processo, um papel que foi muito bem desempenhado pelo professor Brazão Mazuala", frisou.
HMazula-02O homenageado, visivelmente emocionado, agradeceu apontando algumas instituições e individualidades que o apoiaram nos momentos difíceis da sua formação no Brasil e mesmo após o seu regresso para a progressão da sua vida profissional e académica.
Figuras como o Prof. Doutor Eduardo Mussanhane, docente da Faculdade de Direito da UEM, e o Reitor da Universidade Pedagógica de Maputo, Prof. Doutor Jorge Ferrão, também elogiaram Brazão Mazula como humilde dotado de valores e académico por excelência. Nas artes, o conceituado músico moçambicano Roberto Chitsondzo e o humorista Ring Ring apresentaram temas da cultura nacional em sua homenagem.
O evento foi testemunhado por diversas individualidades, colegas de profissão, amigos e familiares de Brazão Mazula.
Além de Mazula, outras figuras serão homenageadas ainda este ano, entre vivos e perecidos, que foram importantes para a democracia moçambicana.

HMazula-03