1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM acolhe conferência sobre meio ambiente

Breakfast-02

A Universidade Eduardo Mondlane acolheu, no dia 13 de Julho, o Business Breakfast alusivo ao Dia Mundial do Meio Ambiente, com o tema Mudanças Climáticas e Desenvolvimento: Que desafios para Moçambique?
As celebrações deste ano tornam-se especiais pelo facto de coincidirem com os 50 anos da consagração do 5 de Junho como Dia Mundial do Meio Ambiente, e por marcarem a decorrência da primeira metade do período de vigência dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), designadamente 2015-2030.
O evento, organizado pela Cervejas de Moçambique (CDM) em parceria com o Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, o Centro do Direito do Ambiente, da Biodiversidade e da Qualidade de Vida da Faculdade de Direito da UEM, Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) e a Associações dos Produtores e Importadores de Bebidas Alcoólicas (APIBA), tinha como objectivo procurar respostas para a construção de uma resiliência às mudanças climáticas, com vista a propor um conjunto de recomendações dirigidas aos diversos níveis de governação, bem como aos principais actores sociais e a comunidade no geral.
Segundo o director-adjunto da Faculdade de Direito, Prof. Dr. Almeida Machava, aquela unidade estabeleceu uma parceria para a criação de um espaço de discussão de questões relativas à preservação do meio ambiente em diferentes níveis e sectores.
“Várias medidas foram tomadas com o principal objectivo de intervir directamente na prevenção, mitigação e combate aos desastres naturais, com especial destaque para o envolvimento da academia, que por via das suas diversas componentes desempenha um papel de relevo no combate à problemática das mudanças climáticas” Afirmou.
Por sua vez, o Administrador da CDM, Hugo Gomes, explicou que a sua organização tem estado engajado na defesa, consciencialização sobre questões ambientais, e esta conferência é mais um plano no vasto programa para efectivamente educar e consciencializar.
“A CDM fez um investimento no sentido de reduzir a quantidade de produtos que tem um impacto nefasto ao meio ambiente, e hoje teremos aqui a chamada de consciência a toda nação moçambicana a esta problemática que é global.
O Vice-Ministro de Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Dr. Fernando Bemane, instou que eventos do gênero devem ser permanentes.
Refira-se que o evento contou com a participação de personalidades ligadas à Biodiversidade e conservação, ambientalistas e académicos.

Breakfast