1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Biotecnologia permite soluções rápidas para o desenvolvimento do país, considera o Ministro Louís Pelembe

ministroO Ministro da Ciência e Tecnologia de Moçambique, Louís Pelembe, disse ontem, 06 de Março, que a Biotecnologia permite soluções rápidas e sustentáveis para as limitações dos desenvolvimentos do sector da agricultura, saúde, pesca, recursos marinhos, indústria e ambiente.
Falando no decurso do Seminário de Encerramento do Projecto de Formação dos Investigadores do Centro de Biotecnologia da UEM, o governante assumiu que o papel do Governo de Moçambique, através do Ministério da Ciência e Tecnologia, consiste em criar soluções estruturais, técnico-cintíficas, financeiras, legais, regulamentadas para permitir ou facilitar a pesquisa e desenvolver a inovação que leva à aplicação do desenvolvimento económico.
Segundo o Ministro, o Governo de Moçambique aprovou a estratégia da ciência, tecnologia e inovação, instrumento que orienta a aplicação da ciência, tecnologia e inovação como meio para alcançar o desenvolvimento socio-económico no país. Refere que, entre as áreas estratégicas, a biotecnologia é identificada como a tecnologia universal a implementar no nosso país.
Nesse âmbito, a 10 de Maio de 2011, o Conselho de Ministros aprovou o Plano Nacional de Biotecnologia que define a agenda da biotecnologia e orienta os diferentes intervenientes que participam na aplicação desta tecnologia. Trata-se de um programa que se baseia no estabelecimento da capacidade institucional, do quadro regulador e legal, e de ambiente favorável para a promoção da pesquisa, desenvolvimento e inovação em diferentes áreas e impulsionar a aplicação da pesquisa na solução dos programas e na produção dos bens úteis à sociedade.
Enquanto issso, o Reitor da UEM, o Prof. Doutor Orlando Quilambo, desafiou ao Centro de Biotecnologia da UEM a aumentar a produção científica, a reforçar a ligação com o sector produtivo para que, a par da investigação, se realize a investigação aplicada, "que resolva a curto prazo alguns problemas, e a longo prazo nos coloque até no Mercado das patentes", disse.
Apelou ainda para a necessidade de se implementar um Plano Estratégico ou de Desenvolvimento que permita a instituição visualizar para onde caminha, mas sobretudo que papel e que lugar pretende ocupar na investigação fundamental, aplicada, na pós-graduação e na relação com o sector público e privado.
Presente no evento, o embaixador da Itália em Moçambique, Roberto Vellano, referiu que a parceria com a Universidade Eduardo Mondlane já perdura há 30 anos. Defendeu que a biotecnologia faz parte de uma estratégia de apoio aos âmbitos científicos de maior interesse para o desenvolvimento e visa criar uma parceria entre Moçambique e as redes académicas internacionais, bem como a indústria e as empresas privadas.

plateia

deutsche porn watch izmir rus escort kamagra php bypass shell okey oynagabilesohbetpornbahiscomyabancı dizi izleankara evden eve nakliyatevden eve nakliyatAnkara evden eve nakliyatbuca escortbuca escortizmir escortantalya escortdenizli escortankara escortKoRehberidikmen evden eve nakliyatoyunlar oynaKo Rehberiankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyat #yaslikurt#betsmovebabes of london Hack haber instagram hackleme sitesi Hack forum