1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM e Brasil passam em revista o estágio de cooperação

DSC 5048A UEM e o Brasil avaliaram em, 14 de Abril, o estágio das suas relações de cooperação no campo académico, num enecontro havido na sala de reuniões do Magnífico Reitor da UEM e que juntou à mesma mesa integrantes das duas delegações. A delegação brasileira de alto nível era chefiada pela Embaixadora da República Federal do Brasil, em Moçambique, Ligia Maria Scherer, e incluia quadros séniores do Ministério da Edução brasileiro, bem como reitores de cinco importantes universidades daquele país.
No certame, Ligia Maria Scherer disse esperar que com o encontro de Maputo se aprofundem e se amplie a cooperação da UEM com instituições brsileiras de ensino superior. "Do lado brasileiro nos engrandece poder estar aqui, puder cooperar e aprender com a vossa instituição", frisou.
Enaqunto isso, o Reitor da UEM, o Professor Orlando Quilambo disse augurar o fortalecimento das relações já existentes mas, sobretudo, o alargamento das relações para novas áreas tendo em conta a nova visão e missão recentemente aprovadas que aposta na investigação como a nova forma de agir e de actuar nos processos de ensino e aprendizagem da instituição.
Um marco importante nessas relações de cooperação foi a criação da Associação das Universidades de Língua Portuguesa que, segundo o Reitor, tem permitido a ligação entre as universidades, destacando os encontros de Maputo, em Moçambique, e Belo Horizonte, no Brasil. Nesses encontros ficou vincada a necessidadeDSC 5053 de mobilidade de docentes e estudantes.
Quilambou recordou que a relação de cooperaração da UEM com o Brasil no ramo académico começou de forma individual quando docentes moçambicanos foram ao Brasil frequentar cursos de mestrado e doutoramento e, ao longo dos tempos, alguns desses docentes foram estabelecendo relações de base institucional.
A UEM e o Brasil têm actualmente acima de 50 acordos genéricos cujo objectivo é gerar e capacitar a Universidade Eduardo Mondlane na área de ensino, investigação e extensão através da Universidade Aberta do Brasil (UAB), e que é implementado em Moçambique pelo Ministério da Educação, a UEM e UP. Desde 2013, a UEM tem participado em todos os projectos financiados pela CAPES- Programa para Mibilidade Internacional.
No ano passado, a UEM e a CAPES aprovaram conjuntamente 8 projectos em diferentes áreas e tem se registado um aumento significativo de oferta de estágios e bolsas de iniciação científica.
Segundo o director do Gabinete de Cooperação, Dr. Carlos Lucas, que apresentou uma rediografia das relações de cooperação entre a UEM e o Brasil, constituem desafios para a UEM e o projecto CAPES, o aumento da mobilidade académica através de projectos inter-universitários, o aumento do número de bolsas de estudo para docentes e estudantes, o melhoramento da relação com a indústria, a melhoria de supervisão dos cursos de mestrado e doutoramento, atravées da supervisão conjunta, entre outros.

kamagra php shell download php bypass shell  Kamagra jel php shell indir php bypass shell shell indir farmasi katalogkurumsal web tasar?m1xbetsex hikayeleri evden eve nakliyat jigolo caddecilingir elektrikciii jigolo ajansi evden eve nakliyat jigolo ajansi jigolokamagra jelkamagrashort haircuts for black womenpendik escorttempobettempobettempobettempobettempobettempobettempobetkamagrabuca escort