1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Lançada iniciativa "Jovens Mulheres nas Tecnologias de Informação e Comunicação"

_DSC0403.jpgFoi ontem lançado em Maputo, 05 de Maio, a iniciativa "Jovens Mulheres nas Tecnologias de Informação e Comunicação", um projecto do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e da Universidade Eduardo Mondlane (UEM).

Com este projecto, cerca de 100 alunos (90 raparigas e 10 rapazes) seleccionados de escolas secundárias da cidade de Maputo, nomeadamente a de Malhazini, Eduardo Mondlane, Polana e Francisco Manyanga, serão capacitados em sistemas específicos de gestão de informação a serem ministrados por estudantes que compõem a Agência Local de Inovação (ALI) da Escola de Comunicação e Artes da UEM (ECA), com a participação de outras instituições de base tecnológica.

A Dra. Basília Machatine, coordenadora do Projecto por parte do MCT, afirmou que tem-se verificado uma representação menor das mulheres nas áreas das ciências exactas relacionadas com as tecnologias de informação. Esta acção faz parte de um projecto mais amplo, com o objectivo de promover a igualdade de género nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), através de políticas e programas que contribuam para o desenvolvimento socioeconómico das jovens mulheres, criando oportunidades e incentivando-as a escolherem a formação e carreira profissional na área das TIC.

Segundo o Professor Doutor Manuel Valente Mangue, docente da ECA e coordenador do projecto pela UEM, no mundo de hoje, as áreas com maior mobilidade e evolução estão directamente ligadas às tecnologias de informação e comunicação. Assim sendo, espera-se que até ao fim desta formação os alunos sejam capazes de conhecer os principais aplicativos de um computador, conhecer, em linhas gerais, a lógica envolvida na rede de computador, conhecer o uso das tecnologias na recuperação da informação e compreender os diferentes usos das tecnologias de informação.

No local, o Prof. Doutor José Leopoldo Nhampossa, um dos membros coordenadores, apresentou aos alunos as principais unidades que constituem a mais antiga Universidade do país, com destaque para aquelas que se encontram localizadas no campus principal. Recordou aos petizes que foi a 1 de Maio de 1976 que a Universidade de Lourenço de Marques se tornou naquilo que é hoje a Universidade Eduardo Mondlane, ao mesmo tempo que convidou-os a ingressarem nos próximos anos nesta instituição._DSC0453.jpg

Para além da formação propriamente dita, os estudantes irão se beneficiar de palestras e visitas guiadas a organismos da UEM, entre eles o Centro de Informática e instituições como a Mcel, o INTIC e o Parque de Ciências de Maluana. Ontem, os estudantes visitaram a Biblioteca Central Brazão Mazula, onde ficaram a saber sobre os moldes do seu funcionamento.

A Agência Local de Inovação é um laboratório tecnológico existente na ECA, criado com o propósito de identificar, convergir e estimular jovens talentos entre os estudantes da UEM, como forma de capitalizar as suas aptidões e de promovê-los através de núcleos tecnológicos, núcleos de empreendorismo, entre outras modalidades. Ela surge com o apoio da Universidade Carlos III de Madrid e com o financiamento da Agência Espanhola de Cooperação Internacional. Este tipo de iniciativas é fundamental porque mostra como os estudantes participam, não só nas actividades curriculares, mas do ponto de vista do desenvolvimento do País, ressaltou o Prof. Doutor Nataniel Ngomane, Director da ECA.

kamagra php shell download php bypass shell  Kamagra jel php shell indir php bypass shell shell indir farmasi katalogkurumsal web tasar?m1xbetsex hikayeleri evden eve nakliyat jigolo caddecilingir elektrikciii jigolo ajansi evden eve nakliyat jigolo ajansi jigolokamagra jelkamagrashort haircuts for black womenpendik escorttempobettempobettempobettempobettempobettempobettempobetkamagrabuca escort