1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Quadros da UEM discutem modelo de gestão dos cursos de Pós-Graduação

pos-graduacaoA Universidade Eduardo Mondlane (UEM) quer melhorar a gestão dos cursos de pós-graduação que oferece aos seus utentes. Para o efeito, quadros desta instituição estiveram reunidos ontem, 27 de Agosto, para debater a proposta de criação de uma Unidade de Coordenação dos Cursos de Pós- Graduação. Trata-se de um sector que será responsável por coordenar todas as actividades ao nível de pós-graduação, promovendo o desenvolvimento e a implementação de programas de excelência mas reconhecendo a idoneidade e a independência de cada uma das unidades académicas e orgânicas da UEM.
A Unidade de Coordenação dos Cursos de Pós- Graduação tem em vista elevar a qualidade da gestão dos cursos de pós-graduação para a optimização dos recursos humanos e materiais existentes.
 O encontro que decorreu sob a égide da Direcção Científica da UEM debateu, igualmente, as competências e moldes de funcionamento dessa unidade, bem como o nome que deverá ser designado. Nos dias que se seguem, um grupo de trabalho vai produzir um documento a ser submetido aos órgãos colegiais para a aprovação final das propostas saídas do workshop.
Relativo às competências, a Unidade de Coordenação da Pós-Graduação deverá garantir a formação complementar aos docentes e supervisores, participar na angariação de fundos para permitir a implementação e realização dos cursos, para investigação e todas as actividades inerentes a pós-graduação. Deverá ainda coordenar o desenvolvimento e a implementação das normas e regulamentos para a monitoria e garantia da qualidade dos cursos de pós-graduação. A unidade deverá desenvolver capacidades para atrair os melhores estudantes que ingressam nos cursos da UEM, como estudantes a tempo inteiro.
A proposta de organigrama ontem apresentada, indica que a Unidade de Coordenação da Pós-Graduação estará subordinada ao Director Científico da UEM, mas supervisada por um Conselho de Pós-Graduação e composta por quatro secções nomeadamente a Secção de Admissão e Registo Académico, de Monitoria e Avaliação, de Apoio Estudantil e a Secção de Desenvolvimento Curricular e Formação Contínua.
No evento, o Director Científico da UEM, o Prof. Doutor Bettencourt Capece, justificou a realização do workshop com o actual estágio em que se encontra a maioria dos cursos de pós-graduação, onde boa parte deles continua a ter docentes com os níveis de mestrado, pela ausência de supervisores. Segundo Capece, urge a necessidade profunda de transformação deste cenário, o que passa pela criação de pós-graduação a tempo inteiro e de bolsas de estudo completas para estudantes. Assim, segundo Capece, o maior desafio do ano 2015 para a UEM, é a introdução de bolsas completas para os cursos de pós-graduação e não apenas para o pagamento de propinas, como acontece actualmente.
Por seu turno, a Vice-Reitora Académica da UEM, a Prof. Doutora Ana Mondjane, explicou que a existência de um modelo robusto de gestão de pós-graduações determinará a qualidade com que a UEM serve aos seus utentes no subsistema de ensino.
Para a Vice-Reitora Académica, o encontro decorre num momento em que a Universidade está empenhada em várias actividades de planificações estratégicas e de desenvolvimento institucional, conducentes a excelência almejada.
De salientar que, na UEM, as Pós-Graduações foram introduzidas, em 2001, na sequência da aprovação do primeiro documento regulador, o Regulamento dos Cursos para Mestrado, em 1999. De 2001 a esta parte, o Conselho Universitário da UEM já aprovou 51 cursos de mestrado e 3 de Doutoramento, actualmente em funcionamento. Decorrem igualmente, 1 curso de mestrado profissionalizante e 1 de preparação para mestrado, na Faculdade de Engenharias da UEM.

 php shell indir