1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM realiza VIII Conferência de Investigação

rei confA Universidade Eduardo Mondlane realiza hoje e amanhã (dias 18 e 19 de Setembro), a sua VIII Conferência de Investigação. O evento tem como objectivo divulgar trabalhos científicos realizados na UEM; promover a inovação e interdisciplinaridade na Investigação; criar oportunidade para o estabelecimento de contactos, parcerias e interação entre docentes, investigadores e estudantes da UEM e outras instituições nacionais e estrangeiras.
O programa da conferência, que decorre sob o lema “Pesquisando e Compreendendo Melhor Moçambique”, é composto por 238 comunicações orais e serão exibidos 19 posters, com as seguintes áreas temáticas: Mudanças climáticas e gestão do risco e desastres; Ciências tecnológicas; Biotecnologia; Segurança alimentar; HIV/SIDA; Cultura de Paz; Género; TICs; Ciências de Saúde; Educação e desenvolvimento; Ciências sociais e humanas; Território; Recursos Naturais e Energia; e Psicologia e Psicoterapia.
Falando no evento, que coincide com a realização do II Congresso Nacional de Psicologia e Psicoterapia, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, afirmou que o número das comunicações e a diversidade de áreas temáticas sugere uma radiografia de estudos complementares sobre os problemas que preocupam o país nas diversas áreas de interesse para o desenvolvimento científico, económico, social e bem-estar, em geral. “Portanto, devemos reconhecer que este nosso envolvimento na investigação constitui uma das formas importantes de intervenção da nossa universidade na solução dos problemas das populações mais vulneráveis”, disse.
Prof. Quilambo referiu-se à nova visão da sua instituição, que pretende ser uma universidade de referência nacional, regional e internacional na produção e disseminação do conhecimento científico e na inovação, destacando a investigação como alicerce dos processos de ensino-aprendizagem e extensão, com missão de produzir e disseminar o conhecimento científico e promover a inovação através da investigação como fundamento dos processos de ensino-aprendizagem e extensão, educando as gerações com valores humanísticos de modo a enfrentarem os desafios contemporâneos em prol do desenvolvimento da sociedade.
cap confExplicou que, a Universidade Eduardo Mondlane, ao posicionar-se desta forma pretende engendrar valores e práticas apropriadas que caracterizam uma universidade orientada para a investigação. Esses valores, segundo disse, devem primar e subscrever os altos níveis de distinção, independência académica, promoção de parcerias, inovação científica e tecnológica, responsabilidade social e patriótica. “Estes e outros valores devem ser sistematicamente partilhados e promovidos por todos os membros da nossa comunidade universitária.
Segundo o Reitor, a UEM, ao apostar na investigação científica como a sua moeda de troca na região e no mundo, pretende conquistar um lugar de destaque que permitirá um melhor posicionamento no contexto global das Universidades, pois, dessa investigação alimentar-se-ão a docência e a extensão.
Afirmou que os aspectos da nova visão e missão da UEM são suportados pela Política de Investigação da instituição aprovada em 2007, cujo enfoque é criar um ambiente de investigação mais actuante, eficiente e eficaz.
A Política de Investigação da UEM está assente em sete vectores, nomeadamente, excelência na investigação, pós-graduação, gestão da investigação, extensão e consultorias, publicação e divulgação de resultados, ética na investigação, e propriedade intelectual e direitos de autor.
A Conferência terminará com a realização, amanhã, da primeira edição dos Prémios de Excelência no Ensino, Investigação e Extensão, que serão atribuídos, em Gala, aos docentes, investigadores e membros do Corpo Técnico Administrativo da UEM que desempenham com esmero a sua função e contribuem de forma distinta para o alcance dos ideais da Missão e Visão da UEM como instituição de qualidade, inovação e excelência.