1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

UEM lança Mestrado em Engenharia de Processamento de Hidrocarbonetos

master-ephidro

A Universidade Eduardo Mondlane lançou na última sexta-feira (29/07), o programa de Mestrado em Engenharia de Processamento de Hidrocarbonetos (MEPH). Este Mestrado resulta de um Memorando de Entendimento entre a UEM e a SASOL (maior empresa sul-africana de processamento de hidrocarbonetos) que estabelece um quadro para o desenvolvimento de oportunidades de capacitação em Moçambique.
O MEPH visa a formação de quadros em Engenharia de Processamento de Hidrocarbonetos, com conhecimentos e competências para lidar com os assuntos tecnológicos da indústria do petróleo e gás, de forma a conferir um valor acrescentado aos recursos energéticos primários naturais. Este programa visa completar a formação na cadeia produtiva de hidrocarbonetos, na sequência do lançamento, em 2014, do Mestrado em Engenharia do Petróleo, na Faculdade de Engenharia.
Falando na ocasião, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Prof. Doutor Eng.º Jorge Nhambiu, disse que este mestrado concorre para a satisfação da missão do Plano Estratégico do Ensino Superior 2012-2020, designadamente, “Promover a participação e o acesso equitativos, no Ensino Superior, e responder às necessidades do país, de uma forma dinâmica, desenvolvendo o Ensino, Investigação e Extensão para o fortalecimento da capacidade intelectual, científica, tecnológica e cultural, num contexto de uma sociedade em crescimento”.
Por seu turno, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, afirmou que este programa enquadra-se no desafio assumido pela Universidade Eduardo Mondlane de aumentar e diversificar os cursos oferecidos para o sector e com enfoque na pós-graduação.
“O programa vem igualmente responder à necessidade da UEM promover a inovação através da investigação, e a área de hidrocarbonetos, que demanda por técnicos nacionais especializados para responder de forma célere e adequada às recentes descobertas de reservas destes minerais no país e desse modo propiciar uma plataforma sólida para o desenvolvimento sustentável, apresenta-se como estratégia”, acrescentou o Reitor.
Presente no evento, o Vice-Presidente de Exploração e Produção Internacional da SASOL, John Sichinga, disse que o lançamento deste Mestrado “representa um exemplo de uma parceria inovadora, além-fronteiras, bem como a continuação da tradição da UEM de servir ao povo de Moçambique por mais de 50 anos”.
O Mestrado em Engenharia de Processamento de Hidrocarbonetos inicia imediatamente, com 25 estudantes e tem duas saídas, Mestrado Académico e Profissionalizante, sendo que o primeiro tem duração de 2 anos e o segundo 1.5 anos. O primeiro ano é comum e consiste na frequência de 10 disciplinas distribuídas em 4 trimestres.

bedava jigolo jigolo kirala jigolo sitesi olgun bayanlar jigolo sitesi jigolo olmak istiyorum jigolo ilanı php shell download php bypass shell